FEIRINHA DE SÃO LUÍS REVELA DEFASAGEM NA GESTÃO DE EDIVALDO JUNIOR

Não há dúvidas de que a feirinha da praça Benedito Leite é uma ótima iniciativa e merece reconhecimento.

A feira promove ambiente coletivo saudável, gera renda e oferece oportunidade de encontro entre as pessoas. 

Qualquer capital do Brasil tem feiras do tipo, há décadas, sem que isso seja uma grande novidade.

Se a feira de São Luís torna-se um grande acontecimento, é sinal de que há uma imensa defasagem nesse tipo de projeto por parte da prefeitura.

Uma feira que é normal em qualquer cidade brasileira ganha contorno de algo grandioso em São Luís.

Isso acontece porque a cidade é tão carente de bons espaços públicos que a iniciativa da praça Benedito Leite virou quase um espetáculo.

Até o prefeito de São Luís, que não costuma frequentar os ambientes da cidade, apareceu na feira com aquele sorriso bonito que encanta todo mundo.

Muito bem planejada e divulgada, com ampla cobertura midiática, o projeto da prefeitura é uma agenda positiva na cidade e digna de aplausos.

Mas, não podemos fechar os olhos para o entorno e o contexto.

O trecho da rua de Nazaré onde não passa carro, colado à praça da feirinha, está sucateado, assim como todo o conjunto arquitetônico da praça João Lisboa e do Largo do Carmo, onde impera a sensação de abandono total.

Ao lado da praça Benedito Leite artistas protestaram e reivindicaram a volta da “mãe d’água amazonense”, escultura do artista plastico Newton Sá, que foi retirada para restauro e nunca mais voltou (veja aqui).

A estátua é só um detalhe. No geral, as praças de São Luís estão abandonadas e sujas, demonstrando o total desprezo da prefeitura pelos ambientes lúdicos da cidade.

Se os espaços lúdicos não merecem atenção, pior está a situação das escolas municipais, onde impera o caos.

Os relatos de professores e estudantes da rede pública de São Luís sobre as condições das salas de aula, dos banheiros, da alimentação e da água servida às crianças dimensionam a barbárie em que se encontra a Educação na capital maranhense.

A situação das escolas é apenas um indicador.

O prefeito precisa dar uma volta nos colégios e nos anexos dos bairros, comprar um tomate na feira do João Paulo e tomar o café no Mercado Central.

Poderia também se aventurar em uma avenida sem faixa de pedestre nem calçadas e com os canteiros centrais tomados pelo matagal.

Isso tudo, porém, é detalhe.

Maldade mesmo o prefeito está fazendo é com o plano diretor de São Luís. Por trás daquele sorriso bonito ele toca, na surdina, um projeto cruel para a cidade.

Breve voltaremos ao tema.

Foto: Estátua do ex-governador do Maranhão, Benedito Leite http://wikimapia.org/10799515/pt/Est%C3%A1tua-de-Benedito-Leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll To Top